Translate

20 de outubro de 2012

Desportiva brasileiro 1973 o primeiro capixaba na 1ª divisão



Após 1970, o Brasil passou por uma importante mudança, onde o país todo seria agregado no campeonato brasileiro, porém o Espírito Santo só conseguiu participar em 1973, e foi devido a quantidade de equipes, haveria de ser 40 ao total e a Desportiva Ferroviária foi a equipe escolhida para representar o Espírito Santo , seu elenco alguns dos melhores do estado na época formando uma pequena seleção, contando com Jorge Reis no gol, a defesa contava com Elci e Juci, sem contar o ataque que era forte e entrosado neles estavam  jogadores  como Evandro, Baiano e Zezinho Bugre matador nato que começou inclusive brigando pela artilharia do nacional por algumas rodadas, e também contava com um nome conhecido a nível nacional  Fio, que vinha do Flamengo pelo valor de 2.500,000 Cr$ mensais um padrão muito alto para quela época, principalmente no ES...

Nossa estréia seria diante do Sergipe dentro de nossa casa, no dia 25 de agosto, nossa equipe grená entrou em campo com Jorge Reis na meta, na defesa com Elci e Juci nas laterais Válter e Nélson Souza no meio campo entrou com Wilson Pereira, Sérgio, Evandro(Baiano), no ataque Fio, Lucinho(Aloísio) e Zezinho Bugre...Beto Pretti era o comandante da locomotiva grená...E as coisas foram muito tranquilas na estréia, vitória fácil frente ao Sergipe por 2x0 com  gols de Zezinho Bugre aos 10 e Juci aos 13 da etapa final de jogo.


A 2º partida um confronto dificílimo pela frente o Atlético/MG, equipe que a dois anos atrás havia sido campeã brasileira, vinha ao Araripe com toda pompa de favorita Reinaldo e cia, não viram a cor da bola quem deitou e rolou foi a Tiva em uma presentação de gala, principalmente de Zezinho Bugre nosso atacante marcou os 2 na vitória por 2x0 frente aos mineiros, o país agora se assombrava com a primeira grande zebra daquele nacional de 1973, e pela primeiras vez mesmo que por apenas uma rodada a Desportiva se tornava o 1º e único time capixaba a liderar a 1ª divisão, junto com Palmeiras que seria o campeão daquele ano, e o  América/MG...Os gols da partida marcados aos 15 do 1º tempo e logo aos 5 do segundo, garantiram o primeiro triunfo grená sobre um grande no brasileiro.


Na  3ª partida nada para comemorar derrota por 1x0 para o Remo. Na 4ª partida contra um Vasco repleto de ótimos jogadores como Roberto Dinamite, Andrada, Fumanchu e Zanata (altor do gol) perdemos por 1x0.

Em nossa primeira partida fora do Araripe um 0x0  contra o Comercial/MS bom até certo ponto. Voltamos a vencer após 3 partidas 1x0 no Náutico/PE gol dele mais uma vez Zezinho aos 4 da segunda etapa. Dessa vez a zebra foi com a gente quando perdemos para o Rio Negro/AM por 1x0 em pleno Araripe com falha grotesca de Jorge Reis que foi catar a bola pensando em sair jogando rápido com as mãos deixou ela cair no fundo de sua rede, falha que ele mesmo assumiu por pensar antes de efetuar a jogada. 
Nova derrota por 1x0 no Paraná para o Atlético. Empate em casa com a Portuguesa, gol marcado por Juci, até a 8 rodada vimos que a Desportiva girava em torno de Zezinho e Juci pois apenas os dois havia feito gols pela equipe e quando não o fizeram saímos sem a vitória.

No empate em 1x1 com o Olaria/RJ, Silva marcou o gol grená para "provar" que a Tiva não era refém somente de dois artilheiros,mais a equipe já não era a mesma que teve um início 100%, e depois de mais um empate desta vez com o Goiás em 0x0 voltam a vencer, 2x1 no América/RN...Déo marcou os dois gols grenás desmistificando que apenas Zezinho traria as vitórias para o Engº Araripe. Após uma viajem para a BA enfrentar e ser derrotada por 2x1 para o Vitória.


Uma sequência muito difícil só enfrentando times grandes dentro de casa, o primeiro foi contra o Flamengo 
mais uma vez ele resolveu, Zezinho Bugre marca o gol da vitória da Tiva aos 21 do segundo tempo, nas partidas seguintes derrota para  Grêmio por 1x0 e para o Santos por  3x1 que eram  muito superiores tecnicamente a gente, o Santos por exemplo jogavam Clodoaldo, Eusébio, Cláudio Adão, Zé Carlos e cia...O Araripe viu o campeão daquele ano de perto, infelizmente o Palmeiras venceu por 1x0...Essa sequência foi crucial para diminuir muito as chances de classificação da Tiva para a próxima fase, sem contar um calendário de fazer inveja nos dias de hoje para qualquer jogador, se os de hoje reclamam que tem que jogar de 4 em 4 dias, nesse campeonato de 1973 eram partidas de 3 em 3 dias e isso tudo durante dois ou três meses consecutivos.

Seguindo o campeonato, empates com Santa Cruz e Ceará  foram vistos como uma possível reação que só ficou mais forte e evidente nas duas partidas seguintes, 1x0 no CEUB-DF gol de Juci aos 17 minutos de jogo e os 2x0 no Paysandu em pleno estádio rival, essa partida também contou para o lado pessoal, afinal Fio havia sido dispensado pelo próprio Paysandu antes de vir para a Tiva e com ele em campo Wilson Pereira e Zezinho marcaram os gols do triunfo. Algumas partidas depois sem muito sucesso terminamos nossa participação no primeiro campeonato brasileiro da história de um time capixaba, no saldo final boas vitórias sobre equipes grandes, e recordes a 1º partida de um capixaba,a 1º vitória, coisas que seriam básicas de acontecer mais que vão tecer a história grená por toda sua história gloriosa...


Na classificação geral a Desportiva foi o 28º colocado, uma boa participação afinal eram 40 equipes e enfrentamos grandes  como Atlético/MG, Palmeiras, Flamengo, Grêmio e  Santos de igual para igual com uma equipe montada pouco tempo antes da competição, que entrou como um grande azarão e foi melhor que  Atlético/PR, Sport, América/RJ e Olaria por exemplo...


Nossa campanha foi a seguinte 28 jogos 8 vitórias,9 empates e 11 derrotas 20 gols pró e 22 contra. Em casa foram 7 vitórias, 6 empates e 7 derrotas, jogando fora 1 vitória, 3 empates e 7 derrotas...


25 de agosto       Desportiva 2x0 Sergipe

29 de agosto       Desportiva 2x0 Atlético/MG
02 de setembro   Desportiva 0x1 Remo
05 de setembro   Desportiva  0x1 Vasco/RJ
09 de setembro   Comercial/MS 0x0 Desportiva
12 de setembro   Desportiva 1x0 Náutico
16 de setembro   Desportiva 0x1 Rio |Negro
23 de setembro   Atlético/PR 1x0 Desportiva
26 de setembro   Desportiva 1x1 Portuguesa
30 de setembro   Desportiva 0x0 Olaria
03 de outubro     Desportiva 0x0 Goiás
07 de outubro     Desportiva 2x1 América/RN
14 de outubro     Vitória/BA 2x1 Desportiva
17 de outubro     Desportiva 1x0 Flamengo
21 de outubro     Desportiva 0x1 Grêmio
24 de outubro     Desportiva 1x3 Santos
27 de outubro     Desportiva 0x1 Palmeiras
31 de outubro     Desportiva 0x0 Santa cruz
04 de novembro Ceará 0x0 Desportiva
11 de novembro Desportiva 1x0 CEUB/DF
14 de novembro Paysandu 0x2 Desportiva
17 de novembro Desportiva 0x0 Goías
28 de novembro Moto Club/MA 1x1 Desportiva
02 de dezembro Desportiva 0x3 Comercial/MS
05 de dezembro Desportiva 2x0 Náutico
08 de dezembro Desportiva 0x0 Sport
12 de dezembro Remo 2x1 Desportiva
16 de dezembro Santa Cruz 1x0 Desportiva


                                           
equipe de 73


   
uma das formações da Tiva no capixaba de 73



                                                       



Um dos grandes destaques daquele ano





Zezinho Bugre de branco em ação contra o Atlético-MG



                                                              

Revista Placar de 1973
Blog no facebook
menu